Petrus Johannes Maria de Jong, holandês de nascimento e brasileiro por adoção, teve quase vinte anos de vida religiosa conventual na Europa e no Nordeste do Brasil.
Na década de 1970 começou a trabalhar na assistência voluntária aos pobres na Paróquia Santo Antonio, da Granja Viana, no Município de Cotia.
Ali, integrou o Conselho Financeiro da Paróquia e foi Presidente do seu Programa de “Assistência Familiar”, criado em 1992 para coletar doações e entregar alimentos a quem precisava, passando a ser conhecido na região como “seu Pieter”.
Em 1995 começou a realizar o “Natal Solidário”, destinado todo ano a ser um dia de celebração grupal do Nascimento de Jesus Cristo, com brincadeiras, palestras, orações e distribuição de alimentos e brinquedos ou presentes para até 1.500 pessoas, beneficiando algumas centenas de famílias pobres e seus idosos e crianças.
A partir de 1998, já aposentado, fez de sua casa um local de distribuição voluntária de alimentos, roupas, sapatos e pequenos móveis, além de visitar as comunidades mais pobres da região para distribuir sopas vespertinas diárias e realizar almoços aos sábados.
Em 2001 participou da fundação do “Cepae – Centro de Profissionalização e Apoio ao Emprego”, entidade voltada a capacitar homens e mulheres pobres em atividades de baixa especialização, como Corte e costura, Eletricista, Garçom ou Computação.
Sua intenção desde sempre foi trabalhar no enfrentamento da pobreza e no apoio a cada família como um todo integrado, sem ter foco exclusivo em gestantes, crianças, mães solteiras, dependentes químicos, desempregados, incapacitados ou idosos.

P1060575

Como “seu” Pieter explica, “atendemos todos estes tipos de necessitado, mas sob o ponto de vista que privilegie a família como uma coisa única, na qual o fortalecimento de cada membro ajuda o soerguimento dos outros. Em minhas repetidas visitas às famílias, em seus lares, eu pudera perceber a extrema importância de atender e apoiar o núcleo familiar como uma coisa só, articulada e una”.
Então, em novembro de 2003 foi fundada a Anuepo sob o nome “Nuepo – Núcleo de Enfrentamento da Pobreza Pieter e Lourdinha”, que em 2015 passou a adotar o nome público Anuepo – Associação do Núcleo de Enfrentamento da Pobreza, dada a expansão de atividades, em tipo e quantidade, e a congregação de mais pessoas solidariamente amorosas em torno da mesma Missão: “propiciar à população carente recursos materiais mínimos para uma vida com mais dignidade e justiça, com respeito ao ser humano e crença na sua potencialidade transformadora”.
Em 2004 Pieter de Jong foi declarado “Cidadão Honorário de Cotia”, em função de sua incessante benemerência, e em 2005 a Anuepo foi declarada entidade de Utilidade Pública Municipal (Cotia).